08/05/2014

Slidepad 2 - Compensa comprar um híbrido?


Recebi uma pergunta bastante interessante, que me fez pensar nesse artigo. Lá no nosso canal de vídeos do Youtube, o espectador Douglas Guerreiro nos perguntou sobre a utilidade do Slidepad 2 frente ao iPad ou um Notebook com Windows mais poderoso. Respondemos lá no canal, porém é um assunto que achamos melhor comentar mais detalhadamente aqui no site.

Pois bem. Primeiramente, vamos descrever o que é o Slidepad 2, para que todos possam ter informações sobre o produto. Ele é um híbrido, um equipamento que combina as funções de tablet e notebook. Ele roda o Windows 8.1, na mesma versão que encontramos nos desktops e notebooks, capaz de executar os mesmos aplicativos.

Fechado, o Slidepad 2 é um tablet com tela Full HD de 11,6 polegadas, espessura de quase 2 centímetros e peso de 950 gramas. Ou seja, é grande e pesado para um tablet. Aberto, ele se transforma em um notebook, com um teclado compacto, processador quad core Atom, 2GB de memória RAM e 64GB de SSD. Nesse modo, seu hardware é bastante fraco comparado com os notebooks mais parrudos, com Core i5 e pelo menos 4GB de RAM.

Mas e o preço? Ele custa 2300 reais, mas não é difícil encontrá-lo na faixa de 1900 reais. Mesmo assim, não é um valor baixo.

Vendo dessa forma, o Slidepad 2 não parece fazer sentido. Talvez fosse mais fácil comprar um tablet e um notebook em separado, pelo mesmo valor ou até menos. E o que vimos aqui é que o Slidepad 2 não faz o menor sentido. Mas existem cenários onde o Slidepad 2 pode ser muito útil.

Imagine que você estuda e precisa levar um equipamento à escola para auxiliar nos estudos. Você pode levar um tablet, que tem a vantagem de ser leve, portátil, discreto e ter geralmente uma ótima autonomia de bateria. Porém, um tablet é mais indicado para consumo de conteúdo (ler emails, acessar à internet, usar as redes sociais, jogar, ver vídeos...). Em tarefas simples, ele dá conta do recado, mas algo mais complexo como editar algumas imagens e adicionar à um email ou site já é bem mais trabalhoso do que em um computador, por causa das limitações relacionadas à multitarefa (você enxerga um ou no máximo dois apps simultaneamente, a tela é pequena, falta o teclado, etc.). Mesmo com um teclado conectado ao tablet, não é a mesma coisa.


Com um notebook, tudo isso fica mais simples, mas existe um preço: O notebook é mais pesado, mais volumoso e a autonomia de bateria costuma ficar bem abaixo dos tablets. E quanto mais "parrudo" o equipamento, mais caro ele será também. Os notebooks poderão ter apenas um, vários ou todos destes sintomas que falei. Por exemplo, um ultrabook é leve, mas não costuma oferecer uma grande autonomia de bateria. Quando oferece, custa bem mais caro. E por aí vai.

E é nesse cenário que entra o Slidepad. Seu hardware, apesar de simples, é mais do que suficiente para uso da Internet, aplicativos Office, vídeos, email e vários tipos de aplicativos. Mesmo sendo um Atom, ele é da mesma família Core Haswell e aguenta bem mesmo em modo multitarefa, com vários programas abertos simultaneamente. Ele não irá lidar muito bem com programas mais pesados, como o Photoshop, aplicativos de edição de vídeo e games mais complexos.

As 950 gramas acabam se tornando pouco se pensarmos que temos um tablet e um notebook simultaneamente. Seu tamanho é compacto e ele não é muito espesso. É algo que precisamos confirmar, mas a bateria com autonomia de 10 horas é digna de um tablet. E sua tela full HD oferece um bom equilíbrio entre tamanho e definição.

Então, o Slidepad é uma boa indicação para quem usa muito o notebook na escola e/ou está sempre de um lado para outro. Para quem trabalha e vive em viagens ou se deslocando, o Slidepad também é uma boa pedida. Resumindo, o Slidepad é indicado para pessoas que estão sempre indo à vários lugares, precisa de um computador com boa autonomia, mas o tablet não oferece a produtividade necessária.

E é isso aí. Em breve, esperamos receber uma unidade do Slidepad 2 para testes, onde colocaremos nossas impressões. Atualização: Estamos com um Slidepad 2, que inclusive posou para as fotos. Em breve faremos uma análise completa do aparelho!

5 comentários:

  1. Pô, estou pensando seriamente em comprar este híbrido.
    Minha única dúvida é se esse desempenho vais ser realmente melhor que o do slidepad 1. Vi numa outra avaliação que ele dá umas rateadas só de tentar maximizar uma janela.
    No resto parece ser um produto que vai me atender perfeitamente.
    Estou aguardando ansioso a sua avaliação, meu caro.
    Abraço,
    Arthur

    ResponderExcluir
  2. Me parece uma boa pedida pra quem ta sempre na rua/estrada, além de impressionar os clientes em uma apresentação. Minha duvida é qualidade como tablet, a tela touch, agilidade/sensibilidade, bem como aderência dos programas a tecnologia. posso usar qualquer programa da linha adobe por exemplo?

    abrçs

    ResponderExcluir
  3. Olá Fabio por favor preciso de sua ajuda! Bom e que faz quase um més que comprei o Lg Opitmus L4 e intalei o avast, whatsapp, e o Subway Surfers e o Dead Trifgger 1 rodaram muito bem todos so que estava enteresada em colocar outro jogo so que nao pegou pq o armazenamento estava quase cheio então resolvi desistalar os jogos incluisive o avast e o whatsapp tbm ,ai fui intalar o jogo e nao pegava dizia que o armazenamento continuava cheio sendo que eu tiha desistalado todos os jogos ate um apricativo de 5,25Mb nao pega nen se fosse Kb, como nao pegava o jogo eu resolvi intala o what dinovo so que nao pego diz a mesma coisa(armazenamento se esgotando ),eu coloquei um micro sd para as musica e a metade ainda ta livre queria saber se pode ser um problema no cell ?
    Oq pode fazer para os apps pegarem?
    Obrrigado espero por sua resposta!!

    ResponderExcluir