03/06/2012

Windows 8 Release Preview - Impressões


Eu acompanhei o Windows 7 desde as primeiras versões de teste disponibilizadas pela Microsoft. E usei a versão RC (Release Candidate - a última antes da final) um bom tempo após o lançamento da versão final. Já o Windows 8, baixei a versão Consumer Preview e instalei em uma máquina virtual (usando o Virtua Box), mas somente para ver como era... Agora que saiu a versão Release Preview (RC) resolvi instalar em um notebook para ver melhor o comportamento e compartilhar com vocês.
Instalação
Criei um espaço de 30GB numa HD de 120GB do notebook utilizando o excelente programa Easeus. Com isso eu poderia ter o Windows 7 e o 8 instalados na mesma máquina.
A instalação é bem tranquila. A Microsoft fez uma interface de instalação semelhante à do Windows 7, porém mais limpa e graficamente agradável.

A instalação foi rápida (menos de 30 minutos) e logo no início já aparece a opção de escolher a cor do tema e também de vincular uma conta de email da

 Microsoft (msn, hotmail, windowslive) ao micro. É semelhante ao Android, onde você vincula uma conta Google ao aparelho.

O interessante que, ao vincular uma conta, a Microsoft manda um sms informando que um novo micro foi vinculado ao seu email. Muito interessante.

Tela inicial (menu Iniciar)
O antigo ícone do menu Iniciar, que ficava na barra de tarefas, simplesmente desapareceu. Ele foi substituído pela Tela inicial, onde estão vários "live tiles", quadrados animados que contém informações sobre os programas e permite iniciá-los, substituindo os antigos ícones. Essa é a mudança mais radical do sistema e é um pouco difícil de se acostumar com eles, mas eu achei que essa alteração substituiu muito bem o antigo menu de aplicativos, onde era bastante difícil encontrar o que queria. E os live tiles podem ter suas posições mudadas para um lado ou outro, da forma que preferir. Assim você pode deixar os programas que usa com mais frequência agrupados logo no início.
Como disse anteriormente, esses live tiles são animados e exibem fotos e informações. Por exemplo, o aplicativo de meteorologia fica exibindo a temperatura e a cidade. O de mensagens exibe a quantidade de mensagens novas. O de pessoas exibe as fotos dos seus contatos.
Uma coisa que eu não gostei é que para deslizar entre os live tiles, é necessário usar a barra de rolagem localizada na parte inferior da tela ou as setas do teclado. Seria melhor se pudéssemos rolar a tela mantendo o botão esquerdo do mouse apertado e movê-lo para os lados, imitando a forma que provavelmente faremos quando estivermos rodando o sistema no tablet. Achei que a Microsoft iria implantar essa alteração já nesta versão, mas como não o fez, fico em dúvida se irá colocar essa funcionalidade na versão final.
Desktop
O desktop, que sempre foi a área de trabalho principal do Windows, dessa vez ficou em segundo plano. Não que ele não vá ser bastante utilizado, porém a Microsoft está visivelmente tentando diminuir a importância dele. Os aplicativos que ainda não são otimizados para o Windows 8 acabam forçando sua abertura através do desktop. Mas basta tentar abrir outro aplicativo e automaticamente o desktop some e fica escondido em segundo plano.
Para acessar o menu Iniciar a partir do Desktop, basta apertar a tecla Windows ( a tecla que tem a janelinha do Windows) ou levar o mouse para o canto inferior ou superior esquerdo e clicar assim que a janela do Menu Iniciar surgir. Ao fazer isso, também é possível alternar entre as janelas abertas.
Internet Explorer
O Internet Explorer ficou muito estranho em tela cheia. Para ver o site em si, ficou ótimo, mas para pessoas que gostam de alternar entre sites, ficou um pouco mais trabalhoso. Você tem que clicar com o botão direito do mouse para ver uma miniatura das janelas abertas e alternar entre elas. Talvez seja o costume, mas prefiro as abas fixadas na parte superior. A barra de endereço foi para a parte inferior e ficou enorme, talvez por causa do uso em tablets. Aliás, me parece que usar o Windows 8 em tablets será ótimo, tudo parece ter sido pensando para eles. Mas ficou estranho no computador.
Tive dificuldades para abrir o Gmail, que travou o navegador. Nesse momento, até a tela inicial (a dos live tiles) desapareceu, mas bastou abrir o gerenciador de tarefas e fechá-lo para que elas voltassem. Eu não sei o motivo, mas parece ser alguma extensão para o gmail que ativei através do labs.
Update: Dentro da área de desktop, existe uma versão do Internet Explorer com o formato ao qual estamos habituados. Aparentemente o que mudou entre os dois é somente a interface, tanto que o gmail continuou não abrindo. Inclusive ele acabou por travar o navegador. Demorou um bocado até conseguir reiniciá-lo.
Integração com as redes sociais
É impressionante como o Windows 8 é bem integrado com o messenger, o Facebook e o Twiteer. Ao acessar a "tile" de mensagens, ele já pede o login das contas para buscar todas as atualizações dos seus contatos. Apesar de ser muito interessante ter todas as informações dos seus contatos integradas no mesmo lugar, é um pouco difícil descobrir como controlar tudo isso. Por exemplo, o meu messenger ficou conectado e online logo de cara e eu não desejava isso. Foi difícil encontrar uma forma de desconectar e, quando consegui isso, ele saiu da conta, sendo necessário me conectar novamente. Depois de mais algum tempo descobri um atalho na tela principal, onde basta clicar com o botão direito do mouse e é possível alterar o status sem desconectar. Era um caminho até fácil, mas pouco intuitivo. Já percebi que o botão direito do mouse terá muitas utilidades nessa versão do Windows...
Loja de aplicativos
Assim como o Android, o IOS e o o Windows Phone, o Windows 8 virá com uma loja de aplicativos, onde será possível baixar programas gratuítos e pagos. Até o momento as opções são poucas, mas acredito que após o lançamento ela irá crescer muito. Espero que seja finalmente possível comprar programas por um preço mais em conta, como acontece com os smartphones. Mas não tenho dúvidas de que existirão programas bem caros também.
Outras funcionidades
Colocando o mouse no canto superior ou inferior direito, é possível abrir um pequeno menu de opções onde é possível realizar pesquisas no computador ou na internet, compartilhar informações, acessar dispositivos conectados à máquina e acessar as configurações de sistema.
Conclusão
O Windows 8 será bem, beeeeeem diferente das versões anteriores do Windows. A começar pelo menu iniciar e pela tendência em utilizar os aplicativos sempre em tela cheia. A Microsoft está apostando alto na nova interface. Porém tenho sérias dúvidas se as pessoas se adaptarão facilmente às mudanças. Eu mesmo, que tenho bastante intimidade com tecnologia, penei um pouco pra aprender como mexer no sistema. Ele não é tão intuitivo como o IOS ou até mesmo o Android. Mas a Microsoft precisa arriscar mais se quiser continuar a dominar o mercado. Veja o exemplo do Internet Explorer que demorou tanto para ser atualizado que acabou perdendo a liderança para o Chrome. Só que o sistema não parece ser tão bom de usar nos micros, ele parece ter sido desenvolvido para tablets, onde neles eu posso garantir que a experiência será muito boa. Mas somente o tempo dirá se a Microsoft saíra vencedora.

0 comentários:

Postar um comentário