22/08/2014

L80 - O melhor aparelho com TV digital da LG

Me lembro até hoje como foi o início do mercado de smartphones com suporte à dois chips e TV digital. Eram poucos modelos, todos eles voltado ao mercado entrada e com um desempenho básico. Apesar da demanda por aparelhos top com essas funções, os fabricantes demoraram satisfazer a esse público.

Hoje a realidade é bem diferente. Temos vários aparelhos com TV digital, dual chip e boa performance. E é nessa realidade que a LG lançou o L80, um ótimo smartphone, mas com concorrentes à altura. Aqui vamos ver o que o L80 traz de melhor e pior em relação aos outros.

Olhando o L80, percebemos logo de cara que é um aparelho da LG. Ele tem a mesma identidade mas, ao contrário dos demais modelos da linha LIII, o L80 possui um visual diferenciado, com a traseira e tela num formato mais "quadrado". O L80 não possui um tela no formato 16:9 widescreen e por isso ela é mais larga do que os demais. Vi muitas pessoas elogiarem o visual do L80, achando-o mais bonito até mesmo do que o L90, um aparelho superior em hardware.

Sua tela, de 5 polegadas, é grande e muito boa para várias funções, principalmente para sua vocação nativa de assistir TV. É uma tela de ótima qualidade, pois é do tipo LCD e utiliza um painel IPS. Aliás, não é mistério que a LG tem fabricado excelentes telas ultimamente. Ela só não é melhor por causa de sua resolução relativamente baixa, de 800x480 pixels. Isso dá a ele uma modesta densidade de 187 ppi. Quanto maior a densidade, mais definida parecerá a tela aos nossos olhos. Como comparação, a Apple divulga que uma tela de smartphone precisaria ter acima de mais ou menos 300 ppi para que não consigamos enxergar os pixels. É quase o dobro da densidade da tela do L80. De fato, os contornos das letras e imagens perdem um pouco de definição, principalmente quando estão em tamanho reduzido. Mas honestamente, isso não atrapalha a experiência de uso.


E definição não é o único aspecto a ser considerado em uma tela. Tem o tipo, relação de contraste e brilho, número de cores, etc. E nesses aspectos, a LG "mandou" muito bem no L80. O aparelho tem inclusive um ótimo ângulo de visão, perdendo pouca qualidade quando olhamos sua tela de lado.

O L80 vem equipado com o chipset Snapdragon 200, da Qualcomm. É um chipset destinado à aparelhos mais baratos, mas nem por isso ele entrega um desempenho ruim. Equipado com um processador dual core ARM Cortex A9 de 1,2GHz e uma GPU gráfica Adreno 302, o L80 roda bem o sistema e praticamente todos os apps. Os games que demandam maior poder de processamento também rodam de forma satisfatória no L80, desde que não seja utilizado o nível máximo de detalhes.

A memória RAM, de 1GB, é praticamente padrão nos aparelhos atuais e é suficiente para rodar bem o sistema e os apps. Em momento algum sentimos necessidade de mais memória RAM. Vários apps ficaram abertos em segundo plano e ainda assim o aparelho demonstrou agilidade e eficiência. No entanto, a memória de armazenamento, de apenas 4GB, é um item que deixou a desejar. Primeiro porque praticamente metade dessa memória interna está comprometida para o sistema Android. Os mais ou menos 2GB restantes para uso precisam ser divididos entre apps, games, fotos, músicas, vídeos e outros arquivos. Felizmente o L80 possui slot para cartão de memória e o uso de um é praticamente obrigatório. E a LG permitiu a possibilidade de mover alguns apps da memória principal para o cartão de memória. Isso mesmo, alguns, pois vários deles não permitem essa opção, forçando a permanência na memória principal.

Se você não tem o hábito de jogar games pesados, essa capacidade irá atender bem. No entanto, se você é ávido por ter muitos jogos instalados no aparelho, com certeza terá problemas. Um jogo como o GT Racing 2 ocupa mais de 1GB de memória e, apesar de permitir mover uma parte para o cartão, o resto precisa permanecer na memória principal. Porém, esse não é um problema exclusivo do L80. Quase todos os seus concorrentes sofrem do mesmo problema de falta de memória interna.

Interface/ Sistema

A maioria já conhece a Optimus UI, interface que está presente nos aparelhos da LG há um bom tempo. E ela está presente também no L80. Sua aparência divide opinões, principalmente pelo aspecto um tanto antigo dos ícones. Os menus com fundo branco afastam ainda mais a interface da LG do Android puro. Porém, recentemente a LG anunciou que irá padronizar a sua interface com o visual do G3, uma ótima notícia ao considerarmos que ela está bem mais moderna e que agradou a maioria das pessoas.

A Optimus UI tem suas desvantagens em relação ao Android puro, mas também tem alguns aspectos bem legais. Como por exemplo o QSlide, que são mini aplicativos de navegador, discador, calendário, player de vídeo e outros. Eles são executados em janelas que ficam por cima de outros apps ou da tela inicial e podem ser redimensionados, maximizados ou transformados em ícones para serem usados depois. Também temos o Quick memo, um app que tira fotos da tela e permite desenhar por cima dela.

Não podemos esquecer também do Knock ON, um recurso onde você liga e desliga a tela dando duas "batidinhas" nela; e o Knock Code, uma forma diferente de manter seu aparelho seguro de acessos não autorizados, onde você toca em determinados pontos da tela para desbloqueá-la.

Rodando o Android KitKat na versão 4.4.2, o L80 está bem atualizado, mesmo não utilizando a versão mais recente, a 4.4.4. Isso não chega a ser um problema, pois as mudanças entre as versões são tão pequenas que nem são sentidas pelo usuário.

Câmera

Quem vê apenas números brutos, irá achar que a câmera o L80 é fantástica, pois são 8MP! Porém, infelizmente não é bem assim... Realmente o seu sensor é maior do que a maioria dos seus concorrentes, que possuem 5MP, mas assim como acontece com as telas, esse não é o único fator importante. A câmera possui uma qualidade boa para fotos, mas nada que a destaque ou substitua definitivamente uma câmera tradicional. Você consegue tirar boas fotografias em um ambiente de luz ideal, mas a quantidade de ruído em cenas escuras está acima da média. Na prática, ela melhor do que as concorrentes diretas, mas isso não quer dizer muita coisa, pois as câmeras deles também precisam melhorar.

O modo de filmagem foi o que mais decepcionou no L80. Apesar dos 8MP, ele só consegue filmar em até 800x480 pixels. Isso é resolução SD, abaixo do HD. Mas ele possui  foco automático durante a gravação e também é possível tirar fotos enquanto filma. Também conseguimos dar zoom digital na imagem em plena gravação, porém isso piora a qualidade da filmagem.

Dual Chip

O L80 é um aparelho dual chip standby, ou seja, enquanto não está em uso, as duas linhas ficam disponíveis para receber ligações. Porém, ao fazer ou receber uma ligação utilizando uma das linhas, a outra fica inoperante até o encerramento da chamada. É até possível habilitar um redirecionamento de ligação, utilizando a rede da operadora, onde a linha que não está em uso redireciona a chamada para a linha que está em uso. Mas existe uma cobrança de tarifa para essa ligação.

Existe um botão capacitivo na parte frontal do aparelho apenas para alternar entre os SIMs, facilitando muito a escolha de qual chip usar. Mesmo assim, nos apps de discador e mensagem, é possível escolher qual dos SIMs será usado para fazer a ligação/ enviar SMS, independente de qual chip esteja ativo.

Qualquer um dos SIM Cards pode acessar a conexão de dados, porém somente um deles poderá ser escolhido como conexão 3G e não é possível deixá-los ativos simultaneamente.


TV Digital

O aplicativo de TV do L80 é bastante completo, com muitas opções. É possível tirar fotos e gravar o programa, habilitar legendas, ver a grade de programação e até mesmo ajustar os controles de volume e brilho na própria tela.

Um recurso muito útil é o agendamento do programa. Você escolhe qual programa deseja agendar utilizando a grade de programação da própria emissora. No horário selecionado, ele irá lembrar o início do programa através de uma notificação ou, se selecionado, irá gravar o programa para que possa ser assistido depois.


Algo que sempre gera dúvidas entre as pessoas é sobre os requisitos para que seja possível usar a TV. Não é necessário uma conexão de internet, mas o aparelho tem que estar dentro da área de cobertura de sinal da TV digital. A qualidade de recepção é ótima, sintonizando bem os canais mesmo em áreas com sinal fraco, desde que a antena retrátil esteja em uso. E é bom tomar cuidado quando ela não estiver guardada, pois parece ser um tanto frágil e pode ser quebrada em uma queda.


Bateria

Os 2460 mAh do L80 lhe dão uma ótima autonomia. A não ser que você use muito o aparelho para jogos, ela sempre estará com uma boa carga sobrando ao final do dia. É comum a bateria chegar a 2 dias de uso moderado ou 1 dia e meio de uso alternado entre moderado e intenso. Já para assistir TV, como a demanda de energia é maior, sua autonomia é de pouco mais de 6h30. Mesmo assim, é uma boa marca.

Conclusão

O L80 é uma ótima opção para quem procura um smartphone com tela grande, suporte à dois SIM Cards e TV digital. Quando se fala dessas três características, não fica difícil lembrar de um aparelho bastante parecido, mas fabricado pela Samsung. Aliás, um não, dois: o Galaxy Grand Neo Duos e o Galaxy Grand 2 Duos. o Gran Neo Duos tambem possui uma tela de 5 polegadas, suporte à 2 chips, TV digital, está na mesma faixa de preço do L80 e ainda tem a vantagem de possuir mas memória interna (8GB) e uma câmera que filma em HD. Porém, sua bateria é menor e sua tela, mesmo sendo muito boa, utiliza uma tecnologia inferior (TFT)  à do L80 (IPS).

Já o Gran 2 Duos TV é um aparelho melhor, com tela HD, câmera de 8MP com filmagem full HD, bateria um pouco maior, chipset Snapdragon 400 com desempenho superior e TV digital HD. Porém, custa bem mais do que o L80 (entre 950 e 1200 reais).

Outro concorrentes do L80 é o Moto E, mais barato e com o mesmo desempenho, mas com tela menor e  bateria e câmera inferiores.

Apesar dos bons concorrentes, vemos que o L80 tem o seu espaço e um conjunto que irá agradar muitos consumidores, sendo um aparelho que fará bastante sucesso entre os brasileiros.

Pontos fortes

  • Tela de 5 polegadas com painel IPS
  • Suporte à 2 SIM Cards
  • TV digital com gravação programada
  • Bateria com autonomia de até 2 dias
  • Knock On, Knock Code, QSlide e Quick memo


Pontos fracos
  • Resolução poderia ser maior
  • Preço sugerido um pouco alto, porém pode ser facilmente encontrado com um bom desconto em promoções
  • Câmera com fotos noturnas mediana
  • Filma no máximo em 480p


 Especificações:

  • Tela LCD IPS de 5 polegadas, resolução de 800x480 (densidade de 187 ppi)
  • Chipset Qualcomm Snapdragon 200
  • CPU Dual core ARM Cortex A9 1,2GHz
  • GPU Adreno 302
  • 1GB de RAM
  • 4GB de memória interna (2GB disponíveis para o usuário)
  • Slot micro SD
  • Câmera traseira de 8MP, auto foco e flash, filma em 480p
  • Câmera frontal de 0,3MP (VGA)
  • 3G HSDPA, suporte à 2 SIM Cards
  • Wi-fi b/g/n, Wi-Fi Direct, Hotspot
  • Bluetooth 4.0, A-GPS, GLONASS
  • Bateria de 2460 mAh 
  • Dimensões: 138,24 X 74,28 X 9,70 mm
  • Peso: 151 gramas




1 comentários:

  1. Muito bom este aparelho! Para quem não ker gastar muito, ele é uma boa opção.

    ResponderExcluir