26/06/2014

LG L70 - Análise e Testes

A LG, que após sua bem-sucedida linha L e LII, começa a disponibilizar no mercado sua linha LIII. Entre eles, está o L70, um smartphone intermediário que é uma bela evolução do L7 II. Nós do Brasiligeeks testamos o aparelho e contamos quais foram nossas impressões.

Design

É fácil perceber que o L70 é um aparelho da LG logo de cara. Seu design é muito parecido com o da linha LII, porém com um acabamento um pouco mais arredondado. Mas em aparência as mudanças foram pequenas. A versão dual chip, por enquanto a única lançada aqui no Brasil, possui em sua parte inferior 4 botões capacitivos: voltar, home, menu e troca de chip.

Em sua parte superior, está o logotipo da LG logo abaixo do alto-falante para ligações. Logo ao lado está a câmera frontal VGA e os sensores de luminosidade e presença. Assim como toda a linha L nas versões de dois chips, o L70 não possui nenhum tipo de botão físico frontal.

Na lateral esquerda está o botão de volume e na direita, o de liga/ desliga. A lateral tem uma faixa de plástico na cor prata, o que dá uma diferenciada na cor predominante do aparelho, preto ou branco. Na parte superior está o conector P2 para fone de ouvido, assim como um microfone. Já na parte de baixo está o conector micro USB, utilizado para conexão de dados e carregamento do aparelho e mais um microfone.



A tampa traseira é de plástico, mas ao contrário de muitos fabricantes, usa uma textura rugosa, que evita arranhões e marcas de dados, além de dar uma "pegada" mais firme. Na traseira é possível ver também a câmera de 8MP(!) e o flash de led. Também podemos encontrar um alto-falante traseiro, usado para reproduzir sons externos. O interessante é que há um pequeno relevo na saída de som que evita abafar o áudio quando o aparelho está em cima da mesa.

Mesmo sendo um visual bastante comum, o L70 é um aparelho bonito e com um bom acabamento, apesar de utilizar muito plástico em sua construção.

Tela

É impressionante ver que um aparelho considerado intermediário possui uma tela de 4,5", algo que era exclusividade de aparelhos mais poderosos há alguns anos atrás. Mas hoje a realidade é outra vários concorrentes do L70 possui uma tela de mesmo tamanho ou apenas um pouco maior ou menor.


Algo em que podemos "tirar o chapéu" para a LG é relacionado à qualidade de suas telas. Utilizando uma tela LCD com painel IPS, o L70 produz imagens muito bonitas, apesar de sua resolução um tanto quanto baixa para os dias atuais: 800 x 480 pixels, o que lhe dá uma densidade de 207 ppi. Pelo menos no uso diário essa resolução não prejudica. Somente em textos e imagens com pouco zoom ficam sem definição, algo que é fácil corrigir ajustando o tamanho das fontes e das fotos.

Somente pessoas mais exigentes podem torcer o nariz para a tela do L70, por causa de sua resolução. Mas a grande maioria vai gostar muito da qualidade de imagem e também do tamanho, que não é nem grande, nem pequeno demais.

Interface/ Sistema

O L70 vem com a já tradicional interface personalizada da LG, que mudou muito pouco em relação à linha LII e até mesmo LI. A aparência é bastante diferente do Android puro. Enquanto que este usa uma tonalidade escura e ícones mais modernos, a LG optou por fundos brancos e ícones mais tradicionais. O resultado divide opiniões: enquanto que alguns não se incomodam, outros falam muito mal da interface, chegando a dizer que ela é feia e obsoleta. Nós do Brasiligeeks preferimos a interface "pura" do Android, mas ainda assim não achamos a interface da LG feia.

Mas pelo menos a LG permite personalizar parcialmente a interface, utilizando temas diversos. Na loja da LG, existe dezenas de temas para baixar e eles alteram o plano de fundo e os ícones. A aparência dos menus e da barra de notificações, no entanto, não pode ser alterada.

E por falar em barra de notificações, ela oferece muitos ícones que dão acesso à várias funções diferentes, como habilitar e desabilitar o wi-fi, conexão de dados, som, modo avião e rotação da tela, entre outros. Também há um ícone que habilita os aplicativos qslide, que veremos adiante, exibindo mais uma fileira de ícones. Abaixo fica ainda a barra que permite ajustar o brilho.

Tantas opções na barra de notificações acaba por "roubar" o espaço da principal razão da existência dela, as notificações. Sobra menos da metade do espaço para receber aviso do gmail, sistema, mensagens e outros apps. Felizmente a LG corrigiu esse problema ao permitir ocultar a barra dos apps qslide, liberando um pouquinho mais de espaço para as notificações.


E o que são esses QSlide? São mini aplicativos que rodam sobre outros apps ou na tela inicial. Eles podem ser redimensionados ou ampliados para ocupar a tela toda. É possível utilizar até dois QSlides simultaneamente e você encontra apps de vídeo, internet, telefone, mensagem, calendário, email, notas, administrador de arquivos e calculadora. E eles são úteis? Com certeza!

Só para exemplificar, imagine que você está no navegador do celular e precisa pagar uma conta. Aí você precisa realizar alguns cálculos. Ao invés de ficar alternando entre o navegador e a calculadora, basta você abrir o QSlide de calculadora, redimensioná-la e posicioná-la onde quiser e fazer os cálculos. Isso sim é multitarefa! E você ainda pode ajustar a transparência do QSlide, permitindo inclusive interagir com o app que está abaixo dele. Para voltar a interagir com o QSlide, basta tirar a transparência e deixá-lo opaco novamente.

Além do QSlide, a LG também disponibilizou o QuickMemo, que faz fotos da tela e permite desenhar nelas. É possível personalizar a espessura do traço e sua cor. Por exemplo, você pode tirar uma foto do app do Google Maps e desenhar uma seta na foto. Depois, você pode salvar a imagem ou compartilhá-la.



O L70 também tem alguns truques, como a opção de virar o aparelho para baixo para silenciar uma chamada ou pausar uma música. Durante a exibição de um vídeo, é possível pausá-lo ao parar de olhar para a tela, retomando de onde parou ao olhar novamente. E também é possível manter a tela ligada enquanto olha para o aparelho. Todos esses recursos funcionam muito bem, utilizando o acelerômetro e a câmera frontal do aparelho.

E, apesar da interface semelhante às gerações anteriores, o L70 utiliza a versão mais atual do Android: a 4.4 KitKat. É um fator importante ao considerar que atualizações na maioria das vezes demora chegar (quando chega)...


Knock Code e Knock ON

Dois recursos bem bacana dos aparelhos da LG e que estão presentes no L70 são o Knock Code e o Knock ON. Ambos são utilizados na tela de bloqueio. O Knock Code é recente e permite destravar o aparelho tocando em pontos específicos da tela. Você pode fazer milhares de combinações diferentes, possibilitando criar um código realmente difícil de descobrir.

Já o Knock ON é um recurso mais antigo, mas ainda mais interessante. Ele liga a tela ao dar dois toques nela, dispensando o uso do botão liga/desliga. Também é possível desligar a tela da mesma forma, desde que você dê os dois toques em um ponto vazio da tela inicial ou na barra de notificações.

Uma "mancada" da LG é que não é possível utilizar os dois recursos ao mesmo tempo, ou seja, ligar a tela dando dois toques (Knock ON) e depois realizar a sequência de toques (Knock Code) para destravar a tela. Pelo menos nós aqui não conseguimos. Entre os dois recursos, demos preferência em manter o Knock ON ligado.

Desempenho

Aqui a coisa fica um pouco estranha. Não por causa do desempenho do L70, que é muito bom em sua categoria. Mas porque seu principal concorrente, o Motorola Moto G, tem um hardware muito melhor. Enquanto que o L70 possui um chipset Snapdragon 200 (processador dual core de 1,2GHz e GPU Adreno 302), o Moto G vem equipado com um chipset Snapdragon 400 (processador quad core de 1,2GHz e GPU Adreno 305). Além de dois núcleos à mais na CPU, o Moto G ainda tem um desempenho melhor em jogos, graças à sua GPU melhor. É um fator importante na hora de escolher dois aparelhos que estão na mesma faixa de preço.

O pior é que o chipset do L70 é o mesmo do Moto E, um aparelho que a Motorola posicionou na categoria de entrada (aparelhos voltados a quem não quer gastar muito ou está comprando seu primeiro smartphone).

Em todo o caso, o desempenho do L70 foi muito bom para sua categoria, cravando 13092 pontos no Antutu e 5190 pontos no Quadrant. São bons resultados, mas não deixa de ser frustrante ver que o Moto G consegue um resultado bem melhor, com 17612 pontos no Antutu e 8535 pontos no Quadrant...

Em relação à memória, o L70 vem bem servido, com 1GB de RAM.

Armazenamento

Outro ponto em que o L70 poderia ser melhor. Sua memória interna é de 4GB, mas mais da metade é ocupada pelo sistema operacional. Sobram apenas 1,5GB que podem ser usados para instalação de apps, fotos, vídeos, músicas e demais arquivos.


Existe um slot para cartões micro SD de até 32GB, o que permite liberar a memória interna somente para os apps. O problema é que se você gosta de games complexos, 1,5GB acaba sendo muito pouco. E se levar em consideração os apps pré-instalados que ocupam mais um pouco dessa memória após as atualizações, aí a coisa complica de vez. Acaba sendo impossível jogar um Asphalt 8 ou um Need for Speed não pela falta de capacidade de processamento do aparelho e sim por causa da falta de espaço para o app.

Mesmo com um cartão micro SD, você não consegue mover qualquer app para ele. O estranho é que a opção está lá, dentro das configurações do aplicativo, mas simplesmente não funciona. É algo bastante frustrante.

Então, se você gosta de games pesados, talvez seja melhor investir em um aparelho com mais memória interna, como o L80 ou L90. Já se o seu negócio são apenas apps e jogos mais simples, o L70 te servirá muito bem, mas a compra de um cartão de memória é quase que essencial.

Câmera

Com 8MP, a primeira coisa que vem à cabeça é que o L70 tira fotos ótimas. Realmente as fotos são boas, mas estão longe de ter uma qualidade de uma câmera de 8MP. É um bom exemplo de que quantidade de  Megapixels não é tudo.

A qualidade das fotos é superior à do Moto G (o que não é algo impressionante, já que a câmera do Moto G não é lá essas coisas...). Mas a câmera do L70 é do tipo que não substitui completamente uma máquina fotográfica, principalmente em fotos noturnas. Pelo menos o flash dá uma bela ajuda e melhora a qualidade das imagens nesse ambiente.





Já o modo de filmagem decepciona. O L70 até que filma bem, mas a qualidade máxima de gravação é VGA (640x480). Poderia ser pelo menos HD (1280x720), principalmente ao levarmos em conta o sensor de 8MP. E também não é possível ajustar o foto tocando na tela durante a gravação. Mas pelo menos ele possui o recurso de tirar fotografias enquanto filma, algo bastante uso e que muitos com certeza irão usar.

Bateria

Com 2040 mAh, a bateria do L70 é bastante generosa, principalmente ao analisarmos que a tela e o chipset não demandam tanto consumo de energia. Mesmo utilizando o dual chip, conseguimos entre um dia e meio e dois dias de uso moderado e mais de um dia com uso alternado entre moderado e intenso.


Dual chip

O L70 utiliza o mesmo sistema de acesso aos dois chips dos demais modelos da LG. E é realmente muito fácil de usar. Na parte frontal, o 4º ícone capacitivo permite alternar e escolher qual dos chips ficará ativo. Simples assim. Esse método de troca de chip permite que você utilize não só o próprio discador e app de mensagens da LG, como também o de outros desenvolvedores. No menu de configurações, existe uma opção dedicada para configuração de cada SIM Card. É possível trocar os ícones e escolher qual SIM Card fará acesso à rede 3G. Assim como em outros aparelhos dual chip, não é possível manter ambos SIM Cards conectados ao 3G. Um conecta via 3G e o outro fica em 2G, mas com acesso alternado.



O volume e a qualidade das ligações são ótimas, quando a operadora ajuda. Aliás, hoje em dia é difícil encontrar um aparelho ruim nesse aspecto e fazer ou receber uma boa ligação está cada vez mais dependendo das operadoras de celular.

O aparelho utiliza dual SIM passivo. Ou seja, quando se está utilizando um chip, o outro fica inativo até o término da ligação. Porém, quando não está em uso, ambos chips ficam disponíveis para receber ligação.


Conclusão

Não temos dúvidas de que o L70 evoluiu muito em relação ao seu antecessor, o L7 II. Quantidade de memória RAM, processador, tela, tudo ficou com uma qualidade melhor. O problema é que seus concorrentes também evoluíram. E apesar de ter agradado bastante, fica difícil recomendá-lo ao ver que existem aparelhos que são mais baratos ou até melhores do que o L70, que tem o preço sugerido de 699 reais. Vejamos por exemplo o Moto G tem preço sugerido de 649 reais na versão de 1 chip e 8GB de memória interna, 699 reais na versão com 2 chips e 8GB e 799 reais na versão de 2 chips e 16GB. Esses são preços oficiais, mas o aparelho pode ser encontrado com descontos generosos. Ou seja, é possível comprar um Moto G por uma valor até menor do que o L70 e ainda levar um aparelho com hardware melhor (chipset Snapdragon 400 com CPUquad core contra chipset Snapdragon 200 com CPU dual core do L70) e uma tela com maior definição (1280x720 do Moto G contra 800x480 do L70). Mas o L70 tem a vantagem de oferecer um slot para cartão de memória.





Contra o Moto E as coisas ficam ainda mai difíceis. Ambos tem quase o mesmo hardware (chipset Snapdragon 200, 1GB de memória RAM, 4GB de memória interna, slot para cartão), mas o Moto E custa apenas 499 reais na versão de 1 chip, 529 reais na versão de 2 chips e 599 reais na versão de 2 chips e com TV. Comparando com a versão equivalente, o L70 custa 170 reais a mais do que o Moto E na versão 2 chips. E mesmo que você fique com a versão com TV do Moto E, ele ainda vai custar 100 reais a menos do que o L70.

Mas em tempo: realmente a Motorola está com preços fantásticos e os concorrentes é que precisam baixar os valores de seus aparelhos. Tanto é que ao comparar o L70 com os seus concorrentes diretos da Sony e Samsung, os preços são equivalentes.

Então, podemos concluir que o L70 é um aparelho muito bom, mas definitivamente precisa custar menos. No valor que está, ele faz sentido se você está atrás dos recursos extras que a LG oferece, faz questão do slot para cartão (quando comparado ao Moto G), precisa de uma bateria com grande autonomia e não costuma jogar games pesados (por causa da pouca memória interna disponível). Mas acreditamos que o preço do L70 deverá cair e aí sim ele irá se tornar uma opção mais interessante. E se você faz questão de smartphone LG, talvez seja uma melhor opção investir um pouco mais e ficar com o L80 ou L90. Inclusive o L90 já está aqui em testes no Brasiligeeks!
Especificações:


  • Tela LCD IPS de 4,5 polegadas, resolução de 800x480 
  • Chipset Snapdragon 200
  • CPU ARM Cortex A7 dual core de 1,2GHz
  • GPU Adreno 302
  • 1GB de memória RAM
  • 4 GB de memória interna + slot micro SD
  • Câmera traseira de 8MP, com auto foco e flash, filma em 480p
  • Câmera frontal VGA
  • Rádio FM, A-GPS, GLONASS
  • bluetooth 4.0, DLNA, wi-fi direct, hotspot
  • Bateria de 2040 mAh
  • Dimensões: 127.2 x 66.8 x 9.5 mm
  • Peso: 126 gramas




3 comentários:

  1. Olá Fabio Moura, Gostaria de sugerir que você corrija a informação acima que está equivocada, pois o este aparelho filma em capacidade máxima de WVGA de 800x480 e não em 640X480 como você menciona na parte de câmera que não chega a ser HD (1280x720). Talvez você tenha se referido ao tamanho de filmagem da câmera frontal, que ai sim realmente filma nessa resolução, mais as informações ficaram um pouco confusas. Um abraço

    ResponderExcluir
  2. porque quando vou finalizar uma chamada a tela fica preta acho que o asensor não funciona

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir