06/04/2014

Quebrei a cara: Falei bem do Windows 8 e ele me deixou na mão

Recentemente, publiquei o artigo "O Windows 8 incomoda tanto assim?", onde questiono sua má aceitação. Verdade que o visual dele sofreu uma mudança radical e ele parece ser dois sistemas com duas interfaces, mas é mais estável do que o Windows 7 e nunca havia apresentado algum problema comigo. Havia. Pois não é que o Windows 8 (na verdade, é o Windows 8.1) não só travou, como também ficou corrompido, impedindo a recuperação do sistema?

Tudo começou com uma queda de energia. Eu estava transferindo alguns arquivos de uma HD para outra de maior capacidade quando a energia caiu. Foi por apenas alguns minutos, mas quando a energia voltou e o computador ligou, a má notícia: o sistema ficou corrompido e parava numa tela azul clara. Como já tenho bastante experiência nessas situações, não fiquei muito preocupado.
Estava tudo funcionando "redondo". Então vem uma tempestade no sistema
e no seu sossego...
A primeira ação é reiniciar o computador. Às vezes acontece do sistema subir travado, mas após um reset tudo volta ao normal. Porém, neste caso não deu certo. O Windows continuou parando na tela azul. Ao invés de um reset, parti para desligar e religar a máquina. Mas continuou igualzinho.

O terceiro passo foi verificar se tudo estava configurado corretamente na BIOS. Meu micro usa uma configuração bem chatinha: São 3 HDs SSD de 60GB em RAID 0, que é um modo onde o sistema "junta" os 3 discos em um só, transformando em uma única HD de 180GB. A vantagem disso? As velocidades de leitura e gravação triplicam teoricamente (na prática, não, mas mesmo assim melhora muito o desempenho em disco), pois a informação é "quebrada" em 3 partes e é gravada ou lida nos 3 discos simultaneamente. Podem haver configurações RAID também com 2 discos, 4, etc.
Essa carinha triste é até simpática, desde que não apareça no seu
computador...

Como faço edição de vídeos e os 3 discos SSD juntos somam apenas 180GB, também tenho mais 5 HDs comuns (magnéticas) para armazenar meus dados. A partição de boot (MBR) também fica em um desses discos.

Pois vocês já perceberam que, com essa configuração peculiar, fica fácil alguma coisa dar errado se a BIOS perder as configurações. E foi justamente disso que desconfiei. Mas, infelizmente, estava tudo configurado direitinho. Então problema de configuração na BIOS também não era.

Nesse momento, comecei a ficar verdadeiramente preocupado. Parti então para as nada confiáveis opções de recuperação do Windows. Tentei a restauração de sistema, porém tinha nenhuma salva (???). Não entendi o porquê, mas assumo uma parte da culpa por não ter verificado isso antes. Tentei algumas opções de recuperação do boot, teste do disco, enfim todas as opções possíveis, mas uma vez sem êxito.
Funções avançadas: Funcionou com você? Comigo, no Windows 8, não...
Experimentei até mesmo alguns comandos em janela, seguindo alguns tutoriais que já me salvaram no Windows 7 e no XP. Mas até mesmo esses não surtiram efeito.

Aqui me deparo com uma triste realidade: sempre fiz backup dos meus dados e eles estão seguros (por isso fiquei preocupado e não desesperado). Mas havia nenhum backup do sistema! Claro que eu tinha consciência disso antes, mas confesso que nunca me preocupei, até aquele momento. O próprio console de recuperação te exibia uma opção para restaurar o backup do sistema, mas simplesmente havia nenhum.

E mesmo sem perder os dados, eu teria um trabalhão pela frente: Reinstalar o sistema do zero, instalar drivers, instalar e configurar todos os programas, fazer as atualizações... Será muito trabalho até deixar tudo "redondinho" como era antes. E como já trabalho muito e tenho pouco tempo para descansos, vocês já devem imaginar como fiquei feliz com tudo isso...

De tudo o que aconteceu, pude tirar algumas conclusões:

  1. Faça backup do sistema, ou não chore quando ele der "pau";
  2. O Windows 8.1 é muito estável, mas quando corrompe, é quase certo que terá de reinstalar tudo novamente;
  3. A Microsoft tem culpa de não oferecer um sistema com melhor auto-recuperação. Mas também tenho culpa de não fazer o backup do sistema;
  4. Um No-Break já não me parece tão caro assim... ;-) 
Pelo menos já sinto motivado a criar um backup do sistema também. Eu ainda teria trabalho por fazer, mas seria muito menos...

0 comentários:

Postar um comentário