26/09/2013

LG Optimus L7 II P714 - Review

Olá à todos! Continuando a renovação da sua linha de sucesso L, a LG lança agora o sucessor do primeiro L7, que não vendeu tanto por aqui, mas que desta vez tem tudo para ser um campeão de vendas: estamos falando do L7 II! E os motivos para isso? É o que descobriremos logo abaixo!

Características

  • Tela LCD IPS 4,3", resol. 480x800 (217 ppi)
  • CPU ARM Cortex A5 dual core 1GHz
  • GPU Adreno 203
  • 768MB de RAM
  • Mem. interna 4GB (1.8GB dispon.)+slot micro SD
  • Câm. tras. 8MP, c/ auto-foco e flash
  • Filmagem em até 720x480
  • Câm. frontal VGA (0.3MP)
  • Android 4.1.2 (Jelly Bean)
  • wi-fi b/g/n, bluetooth 3.0
  • 3G HSDPA até 7.2Mbps
  • A-GPS
  • Rádio FM
  • bateria de 2460 mAh
  • dimensões: 121.5 x 66.6 x 9.7 mm
  • peso: 118 gramas
Caixa e acessórios do L7 II



Design/ Tela

É interessante notar que, embora parecidos, a LG tem adotado um visual diferente para sua linha single e multi-chip. No primeiro caso, o visual é um pouco mais quadrado, lembrando a primeira linha L, e o botão home é físico, lembrando a linha Galaxy da Samsung; já os aparelhos multi-chip usam bordas arredondadas e possuem quatro botões capacitivos abaixo da tela.
Detalhe do botão personalizável e também do de volume

Com isso em mente, podemos dizer que o L7 II single chip tem um visual bastante sóbrio. Ele lembra muito o Galaxy SII, da Samsung, algo que é muito bom pois, mesmo sendo um aparelho já antigo, ainda hoje tem uma aparência muito bonita e agradável.

A parte frontal é tomada toda pelo vidro, que protege a tela e vai até as bordas. Ela possui a mesma cor do aparelho, que pode ser branca ou preta. Na parte de cima estão o alto-falante para chamadas, a câmera frontal e os sensores de luminosidade e presença. Embaixo da tela estão os botões capacitivos de voltar e menu, separados pelo botão físico home, que fica no meio. Esse botão físico possui uma iluminação na borda que é utilizada para notificações, seja de novas mensagens ou avisos de bateria fraca e carregamento.

Na parte inferior está o conector micro USB, utilizado para carregamento e conexão do aparelho ao computador; na parte superior está o conector para fone-de-ouvido no padrão P2; no lado direito está o botão liga/desliga e de destravamento da tela; já no lado direito, além do botão de volume, existe um botão que pode ser configurado para várias funções, como abrir um app ou acionar a câmera. Por padrão, esse botão aciona o quick memo.

A tampa traseira é feita de plástico. E na traseira podem ser vistos a câmera de 8MP com foco automático e flash de led, além da saída de som.

No botão home também está o led de notificações
Com 4,3 polegadas, a tela do L7 II é ótima. Além da respeitável resolução de 800x480 pixels, garantindo uma densidade de 217 ppi, ela é do tipo LCD. Mas diferente da maioria dos outros aparelhos que usam um painel TFT, o L7 II utiliza um painel PLS, que garante uma tela de melhor qualidade e com imagens melhores.

O resultado prático é uma boa qualidade de leitura, mesmo com as letras em tamanho pequeno. Ainda é possível ver os pixels, mas você precisa olhar com muita atenção.

Processamento/ Sistema

Enquanto que a primeira geração do L7 usava um processador single core de 1GHz, o L7 II usa um modelo também de 1GHz, mas com dois núcleos. A quantidade de memória aumentou em 25%, passando de 512MB para 768MB. E a GPU gráfica passou da Adreno 200 para a Adreno 203. É notado que o L7 II evoluiu em todos os aspectos.
A LG usa ícones diferentes do Android padrão

Mesmo assim, não dá para ficar tão animado. Afinal, o primeiro L7 já não era um exemplo de poder de processamento desde o seu lançamento. O L7 II definitivamente tem um processamento muito bom, mas que não chama a atenção e até está abaixo dos seus concorrentes.

A Interface é bastante personalizada, usando cores claras e ícones
coloridos
Nesse quesito, acho que a maior crítica vai para a quantidade de memória. A LG poderia ter colocado 1GB de RAM ao invés de 768MB.

Porém, a LG se redimiu no software. Dá para notar que ela fez um belo trabalho de otimização do sistema, pois ao utilizar o aparelho, é notável a velocidade das transições e da resposta aos comandos. Mesmo com vários aplicativos abertos, o aparelho continuou rápido, contrariando a especulação de que haveria necessidade de mais memória.
Detalhe do menu de configuração
O navegador é bastante rápido e fluido, respondendo prontamente aos comandos (apesar dele não possui a função "tap to zoom", onde você dá dois toques na tela para dar zoom). A maioria dos jogos e apps também rodaram sem problemas.
O navegador do L7 II é rápido e bem otimizado pela LG
Mesmo utilizando o Android 4.1.2 (Jelly Bean), o L7 II lembra em muito pouco a interface padrão do Google. A LG personalizou praticamente toda a interface. A disposição dos ícones e dos menus continuam iguais, mas com uma aparência totalmente diferente. Enquanto que no Android puro são utilizados cores escuras e ícones sóbrios, na interface da LG os ícones são coloridos e as cores são claras. É uma interface que divide opiniões. Particularmente, ainda prefiro o Android puro, mas também gostei da interface da LG.
Ícones na tela de bloqueio facilitam o acesso à algumas funções, como
telefone e câmera
Nessa interface, ainda é possível escolher entre 4 temas diferentes, que mudam o papel de parede e a aparência dos ícones. Também é possível descobri facilmente a versão de um aplicativo e o espaço que ele ocupa: basta movê-lo até o canto superior esquerdo para exibir as informações.

Tocando por dois segundos em um espaço vazio da tela inicial, você habilita uma opção para enviar ícones e widgets diretamente para a tela, usando um formato que lembra o Android 3.x Honeycomb. É uma forma bastante prática de organizar ícones e widgets.
Desbloqueando o L7 II para uso
A LG também incluiu alguns truques interessantes, como um Quick Memo, que permite não só tirar fotos da própria tela (um recurso que muitas pessoas pedem), como também realizar desenhos e anotações nela, compartilhando ou guardando no próprio aparelho.

E a câmera frontal pode ser configurada para rastrear o rosto do usuário e detectar se ele está ou não olhando para a tela, mantendo-a ligada no primeiro caso. É um recurso semelhante ao smart stay dos aparelhos Galaxy, da Samsung.
Detalhe da câmera frontal, usada para vídeo-chamadas, auto-retratos
e também para controlar o desligamento da tela.
O L7 II é um daqueles aparelhos que se comportam muito bem e que poucas vezes ficam engasgando durante as tarefas e irritando seus usuários.

Câmera

O L7 II é um exemplo de que quantidade de megapixels não é tudo em uma câmera. É apenas um dos fatores. Ela possui 8MP, mas sua qualidade é inferior à câmera do Galaxy SII TV, que tem apenas 5MP.
O L7 II possui uma câmera de 8MP, com foco automático e flash
Isso não quer dizer que a câmera seja ruim. Ela tira fotos muito boas em ambientes bem iluminados. O problema são em fotos em ambientes fechados e com pouca luz. Nessa situação, a câmera gera uma quantidade razoável de ruído (pontos perceptíveis na imagem), que afeta a qualidade das fotos.

Porém, é possível substituir uma câmera compacta na maioria das situações. As fotos não terão o mesmo nível, porém ainda assim no geral estarão muito boas.

O flash do L7 II é bastante forte e poderá ajudar, desde que esteja na distância correta. Se você tirar a foto com o flash ligado estando muito próximo do objeto, é provável que só registre o brilho e a imagem nem apareça.

O modo de filmagem está acima da média. A resolução máxima suportada é de 720x480 (qualidade DVD). Não chega a ser HD (1280x720), mas pelo menos está acima do padrão VGA (640x480). Não é possível ajustar o foco durante a filmagem, mas, é possível dar zoom (digital) e tirar fotos, um recurso bastante útil e interessante.

Não existem muitos recursos além do básico, seja no modo de filmagem ou foto. É possível ajustar o balanço de branco, ISO, modo de cena, efeito de cor... Também é possível tirar fotos panorâmicas.

Bateria

A bateria conta com incríveis 2460 mAh. É um número impressionante, que garantiria uma excelente autonomia no papel. Porém, na prática não é assim. Realmente essa bateria suporta um dia inteiro de uso moderado para intenso, com ligações, acesso à email, navegação na internet... Porém, confesso que esperava um pouco mais, já que o LG L4 II Tri TV tem uma duração excelente, acima de 2 dias... Mas em todo o caso, a bateria do L7 II ainda tem uma ótima autonomia, acima da maioria dos aparelhos que estão no mercado.

Conclusão

Como um bom aparelho intermediário, o L7 II não possui um hardware de ponta. Mas conta com recursos suficientes para garantir uma boa experiência do usuário, seja para rodar aquele jogo mais pesado, ler emails, navegar na internet ou assistir ao seu vídeo preferido. A bateria é mais do que suficiente para um dia de uso. E sua tela de ótima qualidade permite ler confortavelmente e ainda manter o aparelho com um tamanho compacto e discreto. Custando na faixa de 700~800 reais, o L7 II sem dúvida nenhuma é um aparelho que representa um ótimo custo benefício, mantendo um conjunto equilibrado por um preço justo.








10 comentários:

  1. Fábio, estou para comprar um smartphone na faixa de preço até R$800,00 reais. Depois de ver vários videos (inclusive o seu) optei pelo L7 II dual P715 (dois chips) pelo designer e o tamanho da tela, sem contar os outros motivos. Queria saber de você se realmente esse é o celular ideal para a faixa de preço proposta. Agradeço retorno. Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. esse dai vale muito apena compra

    ResponderExcluir
  4. FABIO, ME AJUDE NÃO ESTOU CONSEGUINDO DESATIVAR A MINHA TELA, POIS SÓ FICA ACESA

    ResponderExcluir
  5. Minha camera frontal,parou de funcionar LG P715, o que debo fazer?

    ResponderExcluir
  6. Minha camera frontal,parou de funcionar LG P715, o que debo fazer?

    ResponderExcluir
  7. Minha camera frontal,parou de funcionar LG P715, o que debo fazer?

    ResponderExcluir
  8. Minha camera frontal,parou de funcionar LG P715, o que debo fazer?

    ResponderExcluir