16/03/2013

Análise do Notebook touchscreen Asus Vivobook X202E

Olá à todos! O Windows 8, quer gostem dele ou não, é uma realidade e os novos computadores com Windows vem apenas com essa versão. Apesar das saudades do nosso querido Windows 7, temos que seguir adiante e o Windows 8 é um sistema instável e muito bom. O problema dele é a falta do menu iniciar tradicional e a interface que preza aplicativos em tela cheia, aproximando os computadores dos tablets. Se isso dará certo ou não, não sabemos, mas que esse tipo de interface "implora" por toques na tela, isso sabemos bem. Portanto, um equipamento com tela touchscreen irá melhorar em muito a experiência nesse sistema operacional. E é aí que o notebook Asus Vivobook entra, oferecendo uma tela touchscreen por um preço razoável.



Hardware/ Caracteristicas:

  • Processador Intel Core i3 3217U (3ª geração) de 1.8GHz (existem versões com processador Pentium D e Celeron)
  • Memória de 4GB (existem versões com GB de RAM)
  • HD de 500GB 5400rpm (existem versões com HD de 320GB)
  • GPU de vídeo Intel 4000 integrada
  • Tela LCD iluminada por LEDs de 11.6", resolução de 1366x768 pixels
  • Touchscreen capacitivo com até 10 toques simultâneos
  • Bateria de 2 celulas, 5136mAh, com autonomia de até 4h50 
  • Corpo em metal com acabamento em alumínio
  • 1 porta USB 3.0; 2 portas USB 2.0; 1 porta p/cartões SD
  • Saída HDMI
  • Saída Ethernet RJ-45; wi-fi a/b/g/n
  • Medidas:
  • Peso:
Olhando o hardware do Vivobook, vemos que ele é um equipamento apenas mediano. Lá fora existem versões com processador core i5 e HD SSD, mas que tirariam o excelente cuso benefício do Vivobook, que é simplesmente o notebook com touchscreen mais barato vendido atualmente. Além disso, o hardware do Vivobook é mais que suficiente para aplicações do dia-a-dia, como Office, Internet, redes sociais e jogos leves. Você não sentirá falta de processamento mesmo quando está com 10 abas do navegador abertas e edita sua planilha no Excel. Ele só vai começar a pedir água quando for rodar algum jogo pesado ou fazer uma conversão de vídeo, por exemplo.

Resumindo, o Vivobook é ideal para uso no trabalho ou em casa, desde que você não queira rodar jogos pesados. Aí é melhor um notebook com uma boa placa de vídeo dedicada e pelo menos um processador Core i5.

Tampa em metal na cor preta
Design/ Acabamento

O Vivobook não é um ultrabook. Mas ele lembra bastante um. Seja pela pequena espessura, pelo acabamento bem cuidado, pelo acabamento em alumínio, pelo enorme touchpad, pela bateria embutida, pelo ar de sofisticado. Só que a falta de uma HD SSD e a espessura um pouco maior o tiram dessa categoria.
A tela é toda coberta por vidro, inclusive as bordas,
lembrando a superfície de um tablet


Ele possui um tamanho bastante compacto, mas é um pouco mais largodo que meu antigo note da Acer de 11.6". Em compensação, é muito mais compacto, principalmente por causa da pequena espessura. O teclado é no formato chiclete, está no padrão ABNT, incluindo o "ç" e tem um distanciamento ideal, que evita encostar em outras teclas durante a digitação. As teclas são muito macias e silenciosas, com excessão da barra de espaço, que tem faz um barulho de mola quando clicado que irrita um pouco. Talvez isso fique mais eviente por causa do silêncio do notebook quando em uso, onde só ouvimos o barulho de ventoinha quando está sob processamento intenso.

Teclado no formato chiclete com toques macios
e padrão ABNT, incluindo o "ç"
A tela touchscreen é revestida por um vidro que "invade" as bordas e ela lembra o painel frontal de um tablet. Algumas pessoas  até acharão que trata-se de um modelo híbrido, pois tem-se a impressão de que a tela está encaixada no teclado e que se destacá-la ele se transforma em um tablet. Porém, além de ser impossível destacá-la, componentes como processador, memória e HD estão abaixo do teclado e não na tela, como ocorre nos tablets.

Bateria

A bateria de apenas duas células parece, a princípio, ter pouca autonomia. Mas a Asus anuncia que esse notebook suporta até 4h50 longe da tomada.. Na prática, consegui "apenas" 4 horas, no modo de economia de bateria. Mesmo assim ainda é um bom valor e irá ajudar àquelas pessoas que precisam utilizar o Vivobook longe da tomada por bastante tempo. Claro que se o notebook estiver no modo "performance", a duração será menor, abaixo das 3 horas.
A bateria vem integrada ao notebook, mas é
possível ter acesso à ela retirando a tampa



Touchscreen

Não dá para falar de Vivobook e Windows 8 sem dar detalhes da experiência do uso da tela sensível ao toque. Quando está fazendo o uso da nova interface, parece que o Windows 8 fica pedindo que você toque na tela, seja no menu iniciar e nos apps que utilizam tela cheia. O toque na tela também facilita muito o uso da multitarefa, a divisão dos apps, a seleção dos itens.

E quando está na Área de Trabalho (modo legado)? Neste modo, a tela não está otimizada para o toque na tela, pois os ícones, botões de janela, todos são muito pequenos e prejudica a experiência. Mas aí existe um trunfo do Vivobook: você não tem somente uma tela touchscreen, mas também um teclado físico completo e um touchpad! E você não fica entre um e outro, mas sim usando todos eles!
O touchpad é enorme e suporta multi-gestos


Por exemplo, você clica no ícone do Chrome para abrir no navegador; aí clica na tela em cima da barra de endereços; usa o teclado para digitar uma parte do endereço; o Chrome vai te dando opções para completar os endereços; então você toca na tela e seleciona o endereço que quer; enquanto carrega o endereço, você usa o mouse para minimizar a janela do navegador para abrir o Office. E, seguindo nessa linha, você continua alternando naturalmente entre tela, teclado e mouse. Instalação de aplicativos, onde você clica, próximo, próximo, concluído e só marca e desmarca opções é realizado só com os toques da tela. 


Na área de trabalho a tela touch é um complemento, que ajuda e facilita sua interação com o computador. E no restante do Windows 8, ela é praticamente essencial na experiência de uso.

Preços

Andam dizendo por aí que o Vivobook é um notebook barato. Se você acha que pagar entre 1500 e 2100 reais num notebook é pouco, então realmente ele é barato. Mas, na minha opinião, seu preço é razoável, quando comparado a outros notebooks. Porém, se formos comparar o Vivobook com outros notebooks com tela touchscreen aí sim ele é uma pechincha: é comum encontrar notebooks touchscreen com valores acima de 4000 reais! Dessa forma, se você pretende investir num notebook com tela touchscreen e não quer vender um rim, a única solução é ficar com o Vivobook mesmo, pelo menos neste momento, enquanto que os preços não caem e a tecnologia não se populariza. Não é à toa que vi recentemente uma reportagem no Fantástico mostrando escolas particulares investindo em notebooks e tablets para o ensino, e uma sala de aula estava repleta de Vivobooks. No preço de um notebook touchscreen tradicional dá pra comprar até três Vivobooks!

Leitor de cartão, saída unificada para microfone
e fone de ouvido, UBS 2.0 e VGA
Lembrando que o preço irá variar de acordo com a versão. Existe Vivoobok nas versões abaixo:

  • Processador Celeron 847 Dual Core, 2GB de RAM, 320GB de HD, entre 1400 e 1800 reais
  • Processador Celeron 847 Dual Core, 2GB de RAM, 500GB de HD
  • Processador Pentium B897 Dual Core, 4GB de RAM, 320GB de HD, entre 1500 e 1900 reais
  • Processador Core i3 3217U Dual Core com HT, 4GB de RAM, 500GB de HD, entre 1800 e 2100 reais
Até então os equipamentos eram importados e vendidos no Brasil pela própria Asus, com garantia local. Agora, a Asus está fabricando esses equipamentos em território nacional e é possível que o preço caia ainda mais.

Saídas p/ fonte,RJ-45, HDMI, USB 3.0, USB 2.0 e
Kensington (cadeado)
Conclusão

Se você quer aproveitar ao máximo o Windows 8 e seus recursos de toque, é essencial a compra de um equipamento com tela touchscreen. E o Asus Vivobook não é o único notebook que oferece esse recurso, mas com certeza é o mais barato entre eles. E é um equipamento com preço razoável, mesmo comparado com outros notebook sem tela touchscreen. Mas a tela sensível ao toque não é o único recurso interessante do Vivobook, pois ele tem um ótimo acabamento, é leve e compacto, tem um ótimo teclado e touchpad e oferece um desempenho que irá sobrar em 90% de suas atividades. Certamente o Vivobook é uma compra recomendada.



2 comentários:

  1. Olá colegas.

    Legal a análise, me esclareceu muitas duvidas.
    Estou procurando um note para meu filho de 2 anos e meio.

    Não sou abonado e nem fútil o bastante para fazer um investimento deste porte se não acreditasse ser absurdamente necessário.

    Explico: Desde que tinha um ano e meio meu filho tem muita facilidade com tecnologia. Hoje é ele quem domina meu notebook. Vê seus próprios videos do youtube, tem seus joguinhos infantis favoritos, e se diverte com jogos de corrida, dentre outros.

    Apesar da pouca idade, o que para muitos pode parecer um absurdo, eu sou um entusiasta disso tudo. Acho fantástico e fico babando de olhar sua facilidade com tecnologia.

    Assim decidi dar a ele seu primeiro computador - para ver também se ele me deixa com o meu sossegado, rs. Foi aí que encontrei o Vivobook.

    Suas principais qualidades me agradam bastante para a utilidade que quero dar ao equipamento. Principalmente no que diz respeito a interface touch. Vai facilitar bastante e empolgar ainda mais os trabalhos bacuri.

    Assim, de posse disto, pergunto: seria uma bom investimento? Ví bastante gente reclamando do desempenho do PC, mas ainda assim, penso não haver muitas outras opções no mercado com estas funcionalidades e um orçamento que é curto - tipo 1.500 já vendendo parte do meu rim.

    Dá uma força aí galera. Obrigado pela ajuda. Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    meu nome é vagner,

    Estava navegando na internet e encontrei o seu blog, gostaria de dar os parabéns, pois o blog é realmente muito interessante,
    tem muitas dicas que realmente ajudam o seu público, tenho certeza de que realmente seu blog faz sucesso.

    Também tenho um blog, o meu blog é sobre análise de Gadgets, tutoriais e dicas entre outros conteúdos, ele é novo, criei ele em janeiro, mas a audiência dele vem crescendo a cada semana.

    Estou entrando em contato pois, gostaria de escrever um artigo com algumas dicas que tenho para o seu blog. Tenho algumas dicas legais, tenho certeza que
    seu público vai gostar bastante.

    Eu posso escrever e te enviar, se gostar, você publica.

    O que acha?

    Se quiser conferir, o meu blog é: www.onotebook.com.br

    Obrigado,

    Vagner Antony .

    Email: technotesite@gmail.com

    ResponderExcluir