24/11/2012

Desfazendo dos gadgets antigos

É engraçado como é difícil desfazer dos meus gadgets. Não chego a vê-los como um membro da família ou sequer como pessoas, mas na hora de dar um novo destino para aqueles que não uso mais, não deixo de sentir um aperto no coração...

Mas infelizmente a realidade é que eles vão se acumulando e eu raramente volto a usá-los, por isso estou decidido a passar alguns pra frente, para que continuem cumprindo o papel pelo qual foram criados.
A pouco tempo vendi um notebook que estava bem conservado, mas parado aqui em casa. Tinha 3 notebooks. O mais antigo é um de 14", mas com placa de vídeo dedicada, e até hoje os meus filhos usam ele pra jogar. Depois veio o meu xodó, um Acer de 11.6", que uso com bastante frequência. E por fim, o que acabei vendendo, um notebook de 15", também da Acer.


Kennex - as crianças ainda jogam nele


Felizmente na maioria das vezes não tenho muitas dificuldades pra vender, pois sou bastante zeloso com meus gadgets. As pessoas até se surpreendem com o fato dos equipamentos irem com os manuais, cabos e até mesmo as caixas. Qual foi a cara que um amigo fez ao comprar uma placa de vídeo comigo e receber a caixa e até o isopor dentro dela intactos! Mas eu gosto de ser assim e isso ainda valoriza os aparelhos.

Acer Aspire 1410 - meu "xodó"


O engraçado disso tudo é que um dos aparelhos que eu precisava vender nem precisou ser ofertado. Um amigo estava interessado atrás de um e acabou comprando.: um Palm Zire 72. E como um aparelho tão antigo pode ter utilidade para alguém? Isso fica para a próxima matéria.

Palm Zire 72s





0 comentários:

Postar um comentário